quinta-feira, 18 de março de 2021

O choro é livre


Maju Coutinho, jornalista da Globo (tinha que ser!), ao comentar sua opinião favorável ao lockdown disparou em rede nacional: 

"Os especialistas são unânimes em dizer que essas são medidas indispensáveis agora para conter a circulação do vírus. O choro é livre, não dá para a gente reclamar, é isso que tem."

Realmente é fácil dizer que o choro é livre quando você tem seu emprego garantido e comida no prato. 

O choro é livre para quem depende do emprego para se alimentar e ficou desempregado porque um prefeito ou governador decidiu que seria melhor assim, "para o seu próprio bem".

O choro é livre para o microempresário que faliu e ficou sem seu sustento.

O choro é livre para quem vê seu filho pequeno chorando de fome enquanto artistas hipócritas aderem a campanha do "fique em casa" diretamente de suas mansões e iates. (Inclusive, esses artistas têm empregadas que saem de suas casas para servi-los, não é mesmo?)

O choro é livre para a família que viu seu pai se suicidando porque não aguentou a pressão de perder tudo.

O que a Maju parece não saber é que nem todo mundo sai de casa porque quer, por diversão. Nem todo mundo vai para a night quando está na rua depois da meia noite. Existem motoristas de ônibus, empregadas domésticas, donos de estabelecimentos que precisam sair. Afinal, a pessoa não morre de COVID, mas morre de fome? Essa é a opção que temos? 

Esses governadores e prefeitos são uma vergonha! Essa Maju deu aula de falta de empatia com seu desprezo e indiferença!

E você? Vai ficar calado até quando? Até perder completamente sua liberdade? O governo finge que se preocupa com você e te tranca em casa sem comida, sem emprego e sem perspectiva de futuro. Vai deixar? Ninguém se alimenta de máscara e álcool em gel, e qualquer atividade que leva o pão para a mesa do trabalhador deve ser considerada essencial.

Minha solidariedade a todos que estão passando necessidades nesse momento de terror e meu repúdio à fala insensível de Maju. 

Se você tem dinheiro para se manter em casa, fique em casa! Mas não encha o saco de quem não tem os privilégios que você tem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário