quinta-feira, 4 de junho de 2020

O fracasso do comunismo: alegoria da Revolução Russa no livro A Revolução dos Bichos


Quem já leu??? Um livro fantástico e esclarecedor! Não é a toa que se transformou num clássico da Guerra Fria e hoje em dia ele é proibido na China e na Coreia do Norte. Em Zimbábue, o jornal que se atreveu a imprimi-lo, sofreu um atentado a bomba, com explosivos de alta potência disponíveis apenas para o exército do país. Ou seja, os ditadores não querem que você o leia!

George Orwell, o autor, era um comunista desiludido. Ele conta, através dessa alegoria da Revolução Russa, como foi o fracasso da tentativa da implementação do comunismo naquele país. Ele, de fato, acreditava que as ideias de Karl Marx (o paraíso na Terra) poderiam ser implantadas. Acontece que a teoria foi bem diferente da prática. O que ele viu foi: um governo ditatorial se revelando; amigos sendo condenados à morte sem julgamento; censura; manipulação da mídia; corrupção e uma revolução que só piorou a vida do povo e melhorou a de quem subiu ao poder. 

Isso é comunismo na prática e foi isso que ele escreveu.

Paralelos entre o livro e a realidade:

Os animais da fazenda Granja Solar (Rússia) cansados de serem explorados por seu dono alcoólatra e de receber tão pouco de tudo o que produziam, resolveram se rebelar.

É o velho porco Major (Karl Marx) que cultiva em seus corações o desejo da liberdade, de serem donos de tudo o que produzem, o sonho do paraíso na Terra (a teoria do comunismo). Porém, Major morre sem ver mudanças muito significativas.

Sendo assim, dois porcos lideram a revolução: Bola-de-Neve (Trotsky) e Napoleão (Stálin). Os animais conseguem expulsar o dono, Jones, da fazenda e tomam o poder. O nome da fazenda muda de Granja Solar para Granja dos Bichos (mudança do nome para URSS). 

Acontece que os líderes nunca concordam em nada. Enquanto Bola-de-neve propõe que  eles devem incitar a revolução nas fazendas vizinhas (Troysky defendia que a revolução devia ser levada aonde o capitalismo estava em crise), Napoleão acreditava que os animais deveriam conseguir armas de fogos e aprender a usá-las (Stalin acreditava no socialismo em um só país).

Com toda sua maldade e astúcia, Napoleão (Stálin) consegue expulsar Bola de Neve (Trotsky) e, através da manipulação da informação e da realidade, torná-lo o inimigo da nação.

Após algum tempo, os porcos passam a governar por interesse próprio, tratam como descartáveis os animais trabalhadores, mentem, se corrompem e manipulam as estatísticas convencendo a todos de que a vida está muito melhor depois da revolução. 

Mas a realidade não é bem assim, os bichos trabalham mais que antes, recebem menos, veem seus amigos sendo executados por suspeitas de traição, estão cada vez mais magros, cada vez mais fracos, enquanto os porcos cada vez mais gordos... mas tudo pelo bem da revolução!

Os mais fracos tomaram o poder e se corromperam com ele. 

Esse livro é uma grande lição: todos os países que tentaram implantar o comunismo resultaram em tirania, genocídio, líderes sedentos por poder e o povo sedentos de justiça. 

Que Deus proteja nosso país do comunismo!


Um comentário:

  1. Um clássico que mostra muito dos nossos dias. Assim como ele, "Admirável Mundo Novo" de Huxley e "1984" do próprio Orwell seguem na mesma linha de manipulação e experimentos de controle populacional.

    ResponderExcluir