terça-feira, 31 de julho de 2018

Roda Viva e a incompetência do jornalismo brasileiro


É difícil de acreditar (não tão difícil assim) que uma pessoa passa anos na faculdade de jornalismo para aparecer na televisão e mostrar seu completo despreparo e antiprofissionalismo diante de uma nação inteira, mas foi exatamente isso que aconteceu no programa Roda Viva, nessa segunda, 30 de julho de 2018. 

Os entrevistadores não perguntaram ao presidenciável Jair Bolsonaro seu programa de segurança pública, quais ideias de Paulo Guedes ele seguirá na economia ou qualquer de seus projetos, tudo o que queriam falar (pela milésima vez) era sobre seu posicionamento sobre o regime militar ou seu desejo de punir bandidos. O Bolsonaro já responde sobre esses assuntos há anos. Será que não cansam? 

Temos um Brasil com mais de 50% dos universitários analfabetos funcionais, o maior número de mortes violentas no mundo, 13 milhões de desempregados, mas os pseudojornalistas estão preocupados com o ano de 1964. Pelo amor de Deus, SUPEREM!

Além da completa falta de preparo, esses "profissionais" ainda mostraram seu alto nível de burrice falando mentiras e usando "fontes" que nem escola de ensino fundamental aceita:

JORNALISTA DA FOLHA CONFUNDE VOTO IMPRESSO COM VOTO DE CABRESTO

Veja o vídeo

A jornalista Daniela Lima da Folha de São Paulo afirmou que o voto impresso não seria seguro porque o povo levaria o voto para casa. É O QUE? Vamos lá: no voto impresso a pessoa digita o número de seu candidato na urna, ao aparecer a foto dele e de seu vice (não esqueça que você automaticamente vota no vice também, ok?), o cidadão confirma e a impressora lhe dará um papel com a confirmação do voto. Entendeu?

JORNALISTA USA WIKIPÉDIA COMO FONTE

Veja o vídeo

Todo mundo sabe que o site Wikipédia pode ser editado por qualquer um e que não é usado como fonte para nada, nem mesmo para trabalhos de educação infantil. Todo mundo sabe, menos o jornalista Ricardo Lessa...

JORNALISTA DIZ QUE JESUS FOI REFUGIADO

Veja o vídeo

Han?! Sou incapaz de opinar sobre isso.

JORNALISTA PERGUNTA AO BOLSONARO SE ELE DARÁ CARTA BRANCA PARA MATAR BANDIDOS

Veja o vídeo

Esses jornalistas provavelmente acham que a solução é subir a favela com pombas brancas ao som de "Imagine" de John Lennon.





Enfim, nenhuma pergunta sobre seu programa de governo, sobre ministério ou indicação para o STF. Apenas um bando de engomadinhos com diploma de jornalismo fazendo militância e querendo atacar um cidadão. O que eles precisam entender é que o brasileiro comum não está preocupado se você chama de golpe ou não o regime militar, isso se limita a universitários maconheiros influenciados por professores marxistas e telespectadores da Fátima Bernardes, quem é normal está preocupado com o desemprego, segurança pública, saúde e educação.

Bolsonaro ganhará a eleição graças a mídia brasileira que o tenta derrubar e o torna cada vez mais forte.