terça-feira, 17 de abril de 2018

As histórias mirabolantes de Patrícia Lélis



Patrícia Lélis é, sem dúvida, uma menina sem sorte na vida. Com apenas 24 anos de idade ela coleciona histórias que deixam qualquer diretor de filme de ficção de queixo caído.

Vamos conhecer algumas dessas histórias?

1- PATRÍCIA LÉLIS, A EMBAIXADORA DA ONU

É isso mesmo que você leu. Patrícia Lélis, enquanto estudante de jornalismo pela UniCeub, estagiou em algumas redações em Brasília e em cada um desses lugares contou histórias "interessantes" sobre sua vida. A um de seus empregadores, ela contou que foi embaixadora da ONU. Que menina prodígio, não é mesmo?

2 - ESTÁGIO NO THE NEW YORK TIMES

A outro empregador, a estudante afirmou ter feito estágio no The New York Times, um dos maiores jornais do mundo, porém não há documento algum que comprove essa afirmação. Essa menina deve ser mesmo o orgulho dos pais.

3 - ACIDENTE FATAL

Em outro emprego, a jornalista tão gabaritada afirmou que seu carro foi roubado e os ladrões malvados causaram um acidente deixando uma vítima fatal, porém não existe ocorrência sobre esse crime nem mesmo notícias de imprensa.

4 - CASAMENTO NA DISNEY

Em uma entrevista sobre casamentos ao jornal Metrópoles, a "embaixadora da ONU" afirmou ter ficado noiva na Disney e ela e o futuro marido decidiram casar lá mesmo. Acontece que os administradores do parque afirmaram que esse tipo de evento não é permitido no local.

5 - CÂNCER NO CÉREBRO

Dessa eu não duvido. Inclusive, acredito que o câncer tenha deixado sequelas graves na moça. Nas redes sociais, alguns colegas de Patrícia contaram que ouviram sobre um suposto câncer no cérebro, porém não há indícios de tratamento feito por ela.

6 - FILHA DE UM GRANDE EMPRESÁRIO

Nas redes sociais, a menina do "câncer no cérebro", já afirmou várias vezes que é filha de um empresário do ramo dos transportes. Acontece que, segundo seus vizinhos, seu pai trabalha com caminhões e vende ovos de galinha.





Enquanto as histórias eram apenas sobre ela mesma nós nos divertimos e rimos. Porém, as próximas não são tão engraçadas assim, já que ela fez de tudo para manchar a imagem de pessoas inocentes. Patrícia tem ao menos 5 ocorrências policiais no Distrito Federal em que alegou ter sofrido lesão corporal, estupro, difamação e injúria.

7 - O PRIMEIRO ESTUPRO

O primeiro estupro contado por ela teria acontecido em sua própria casa, em maio de 2010, porém o Boletim de Ocorrência foi registrado 5 anos depois, em setembro de 2015. Nesse B.O, ela informou o endereço errado, dando o número da maior casa da rua.

8 - O SEGUNDO ESTUPRO

Patrícia denunciou Marco Feliciano de a ter estuprado no mesmo dia e horário em que o deputado estava em uma reunião na Câmara. Para se justificar, Patrícia disse no programa super pop que Feliciano devia ser tão abençoado que era onipresente. Como, obviamente, a jovem não tinha provas da onipresença de Feliciano, ela virou ré e está sendo processada por calúnia e extorsão.

9 - AGREDIDA POR GLAUBER

Patrícia Lélis publicou uma foto com o olho maquiado de roxo e acusou o deputado do Psol, Glauber, de agressão física e intimidação. 

10 - NAMORO COM EDUARDO BOLSONARO

Patrícia conta que conheceu Eduardo através do pastor Everaldo num evento do PSC-Jovem e que realizou o sonho de metade das mulheres brasileiras: namorou o Eduardo Bolsonaro por nada menos que 3 anos e 8 meses. Infelizmente, nesses quase quatro anos de relacionamento, Patrícia não teve tempo de tirar nenhuma foto com o deputado bonitão para nos mostrar.  

11 - A AMEAÇA DE EDUARDO BOLSONARO

Em 2017, a suposta "ex-namorada de Eduardo" explicou em uma entrevista como sobreviveu ao namoro com Bolsonaro. Ela conta que, durante o relacionamento, ele era machista, controlador, traidor, que engravidou dele e ele pagou pelo aborto. Mais uma vez só temos a palavra da menina e nenhuma prova.

12 - A AMEAÇA DE EDUARDO BOLSONARO - PARTE 2

A história mais recente da "menina que engravidou do Bolsonaro" é uma conversa em que Eduardo a ameaça. A suposta conversa foi feita pelo aplicativo Telegram e as mensagens estavam programadas para se auto-destruírem em 5 segundos. O curioso é que Patrícia teve tempo de montar uma câmera, conversar com Eduardo e ainda tirar print da conversa  de um aplicativo que não permite essa função. 




Imagina que vida emocionante a dessa menina: depois de ter feito estágio no maior jornal do mundo, sido embaixadora na ONU, marcado o casamento na Disney, ainda sofreu um acidente, teve câncer no cérebro, foi doutrinada pelo pastor Everaldo, estuprada por Feliciano, namorou Eduardo e saiu ilesa disso tudo para uma baladinha com um médico cubano... Isso tudo com menos de 30 anos. É ou não é para se admirar?