sábado, 4 de novembro de 2017

Assine a petição que solicita a carta de alforria da ministra Luislinda


Atualmente  Luislinda Valois recebe 33,7 mil que é o máximo que um funcionário público pode receber de acordo com a nossa Constituição, porém recentemente a ministra apresentou ao governo um documento de 207 páginas onde solicita acumular o salário de ministra dos Direitos Humanos e desembargadora aposentada.

"Todo mundo sabe que trabalhar sem receber é trabalho escravo." Disse ela.

Se seu pedido fosse aceito, ela receberia o dobro do que recebe hoje. 

Ela diz que seu pedido é justo, pois o trabalho de ministra exige se "vestir com dignidade" e "usar maquiagem" e os poucos 33 mil não são suficientes.

Como sou completamente contra o trabalho escravo, assinei essa petição que solicita ao governo a carta de alforria da ministra Luislinda.

Se você é contra o trabalho escravo, assine também!






Diga não ao trabalho escravo!