domingo, 10 de setembro de 2017

Boicote o Santander Cultural

Santander sedia exposição "Queermuseu" na cidade de Porto Alegre.


São cerca de 270 obras que expõem pornografia, fazem alusão à pedofilia, desrespeitam a imagem de Jesus Cristo e mostram cenas de sexo explícito com humanos e animais. É um absurdo sem tamanho.

E adivinhe! 

Tudo isso desenvolvido pela Lei de Incentivo à Cultura, com apoio do Ministério da Cultura e do Governo Federal. Com o dinheiro de quem? Dos pagadores de impostos, claro! 

Preparado para saber quanto saiu de nossos bolsos? 

Quase R$ 1 milhão com Lei Rouanet! R$ 1 milhão foi gasto numa exposição que promove a pedofilia, a zoofilia e o desrespeito à religião alheia.






Já passou da hora de nos unirmos e nos posicionarmos contra essa falta de respeito que o governo tem com o povo brasileiro todos os dias. Eles agem como se fosse reis e rainhas, como se todo o dinheiro suado do trabalhador fosse para pagar suas regalias e vontades. 

Chega!

Isso tudo é uma preparação para enfiar goela abaixo da sociedade que "todo amor é válido, desde que seja amor", como diz a música de Paula Mattos. Mas será? Nesse caminho em que estamos, chegará a hora que seremos obrigados a aceitar como normal a zoofilia, a pedofilia, necrofilia, pois, se não aprovarmos essas "formas de amor", seremos considerados preconceituosos. 

Pedofilia é uma forma de amor agora?

O politicamente correto não pode nos calar!

Nunca pensei que viveria esse Admirável Mundo Novo que Adouls Huxley profetizou.

A melhor forma de protesto é o boicote! 

Boicote o Santander! 

Aproveite a oportunidade, dê uma passada na página do Cine Santander Cultural e o avalie com uma estrelinha, e também assine aqui o repúdio à essa exposição blasfema.

Veja o absurdo!




Falta de respeito com Jesus Cristo


Sexo com animais e entre várias pessoas



Mais cenas de sexo







E essa é a mensagem do Santander Cultural para você:
Palavrão agora é arte?



Depois de vários protestos, Santander revolveu cancelar a exposição. 

Viu como temos o poder?


NOTA DO SANTANDER SOBRE A EXPOSIÇÃO QUEERMUSEU

Nos últimos dias, recebemos diversas manifestações críticas sobre a exposição Queermuseu - Cartografias da diferença na Arte Brasileira. Pedimos sinceras desculpas a todos os que se sentiram ofendidos por alguma obra que fazia parte da mostra.
O objetivo do Santander Cultural é incentivar as artes e promover o debate sobre as grandes questões do mundo contemporâneo, e não gerar qualquer tipo de desrespeito e discórdia. Nosso papel, como um espaço cultural, é dar luz ao trabalho de curadores e artistas brasileiros para gerar reflexão. Sempre fazemos isso sem interferir no conteúdo para preservar a independência dos autores, e essa tem sido a maneira mais eficaz de levar ao público um trabalho inovador e de qualidade.
Desta vez, no entanto, ouvimos as manifestações e entendemos que algumas das obras da exposição Queermuseu desrespeitavam símbolos, crenças e pessoas, o que não está em linha com a nossa visão de mundo. Quando a arte não é capaz de gerar inclusão e reflexão positiva, perde seu propósito maior, que é elevar a condição humana. O Santander Cultural não chancela um tipo de arte, mas sim a arte na sua pluralidade, alicerçada no profundo respeito que temos por cada indivíduo. Por essa razão, decidimos encerrar a mostra neste domingo, 10/09. Garantimos, no entanto, que seguimos comprometidos com a promoção do debate sobre diversidade e outros grandes temas contemporâneos.