Facebook


sábado, 5 de agosto de 2017

Rio de Janeiro comemora a ocupação das Forças Armadas nas ruas


A mídia tenta de qualquer forma descreditar o trabalho das Forças Armadas. Se você pesquisar no google "exército na rua", aparecerão reportagens afirmando que o povo não gostou das forças armadas nas ruas do Rio de Janeiro.



Justificativas fantasiosas da mídia:

1- Não resolve o problema da violência, 
2- As forças armadas na rua só aumenta a violência, 
3- O governo nos tirou o direito de ir e vir. 

A 3 é a melhor. "Direito de ir e vir".

Desde quando temos o direito de ir e vir? 

Vivemos com muros de 3 metros de altura, câmeras de segurança e carros blindados. 
Na Central do Brasil, temos que esconder o celular, tirar os fones, tirar o cordão, tomar cuidado se sentar na janela do ônibus. 

Que liberdade é essa pregada pela mídia que as Forças Armadas tiraram de nós?

Liberdade que se vê por detrás de grades de segurança?

Somos prisioneiros do medo e reféns da impunidade há anos.

A única liberdade vista daqui é a liberdade para roubar, matar, traficar e corromper. 

Liberdade para ladrões: do crime organizado da favela ao crime organizado de Brasília.

Enquanto os jornalistas afirmam com fervor que o povo está insatisfeito, os motoristas, por exemplo, aplaudem a iniciativa e comemora. Um das pessoas que foi abordada no trânsito afirmou: "Melhor coisa que fizeram. Nós amamos os militares nas ruas. Estamos nos sentindo mais seguros, porque estamos vivendo em tempos de guerra."

(Não se preocupe! Ao clicar no vídeo, você não será direcionado para outra página)















Agradecemos ao glorioso Exército Brasileiro por sua dedicação à população do Rio de Janeiro.













Um comentário:

  1. É a única solução, se fosse possível eu até me alistaria de novo só pra fazer parte dessa gloriosa retomada do Brasil!

    ResponderExcluir