domingo, 27 de agosto de 2017

Frases de Paulo Freire que provam que seus livros são cartilhas marxistas




É triste ter que escrever algo tão óbvio só porque algumas pessoas simplesmente não enxergam a realidade bem à sua frente.




Esse artigo é em resposta às pessoas, como o exemplo abaixo, que “gritaram” com toda a sua intelectualidade em comentários afirmando que eu estava enganada ao dizer que Paulo Freire é marxista.




Aí vai...

O real objetivo de Paulo Freire

As obras de Paulo Freire têm um objetivo específico, a educação de jovens e adultos. Ele escreveu para instruir pessoas analfabetas adultas com o objetivo de as conduzirem para a revolução marxista. Seus livros são cartilhas de como um revolucionário deve agir. 

Ele sempre deixou isso muito claro, não foi hipócrita e nunca tentou esconder seus reais objetivos. Ele realmente acreditava naquilo que seguia.

“Ele (Paulo Freire) é um teórico político e ideológico, não um educador.” (John Egerton, “Searching for Freire”, Saturday Review of Education, Abril de 1973.)

Freire acreditava que a formação do professor deve ser encarada como um ato político


É por isso que as faculdades de educação do Brasil falam mais de política do que, de fato, alfabetização. O próprio Paulo Freire deixa claro que seu livro não é sobre educação tradicional (ensinar português, matemática, física e química). Segundo ele, ensinar e transferir conhecimento é uma preocupação da educação bancária. A função da pedagogia libertadora não é essa e, sim, criar meios para a revolução libertadora, como as revoluções de Fidel, Lênin e Mao.

Ele ensinava os educandos a se rebelarem


Essas posturas revolucionárias viriam através da pedagogia e resultariam numa revolução cultural na qual o oprimido seria ensinado a “pensar certo”.

O objetivo da revolução é chegar ao poder e para isso é justificável a matança marxista.



Para ele, também é justificável o ato de violência de alguns


Maravilhoso, não é? Ele defende a ideia de que os “oprimidos” podem causar mal a alguém desde que a causa seja nobre. A violência e o ódio podem “inaugurar” o amor. Faz todo o sentido.

Além do fato de ele idolatrar e citar inúmeras vezes torturadores / ditadores / assassinos como Fidel Castro e Che Guevara


Che Guevara, o homem amoroso e autor da frase tão aplaudida na ONU: "Fuzilamentos? Sim, fuzilamos e continuaremos fuzilando sempre que necessário. Nossa luta é uma luta à morte."

Quem afirma que Paulo Freire não era marxista, simplesmente não leu absolutamente nada dele além de suas frases de efeito como “quando a educação não é libertadora, o sonho do oprimido é ser opressor” e bla bla bla, e nem mesmo assistiu alguma entrevista dele. 

Fico me perguntando como as pessoas conseguem não enxergar algo tão óbvio.

Paulo freire era sincero, nunca escondeu seu objetivo de ninguém.



Se mesmo depois de todas essas frases, você ainda não acredita que Paulo Freire é marxista e que suas obras são pura e exclusivamente para formar militantes marxistas, assista esse vídeo em que ele explica numa entrevista porque se tornou marxista. E se mesmo assim você ainda não acreditar, lamento, vá se internar.


Se isso não é doutrinação marxista, eu não sei mais o que poderia ser.

Obs.: você afirmar que não devo criticar Paulo Freire simplesmente porque ele é reconhecido internacionalmente não é argumento válido já que Marx também o é e já foi refutado e humilhado diversas vezes. Mises que o diga!

19 comentários:

  1. Desconfio que o comentarista não leu Paulo Freire e nem Marx. Se o texto anterior foi um "check", este foi o "mate". Parabéns.

    Policarpo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente! A maioria das pessoas que os defendem não leram suas obras...rs

      Obrigada!!!

      Excluir
    2. Intervenção militar no Brasil já!!! Chega!!!

      Excluir
  2. Muito bom.
    Eu faço licenciatura la na UERJ. Ja tive que ouvir muita merda ideológica naquele décimo segundo andar. Fiz matérias que foram pura perda de tempo pq o professor se preocupava muito mais em ficar fazendo militancia politica do q ensinar oq deveria.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O 12º andar é terrível mesmo! Eu estudei pedagogia lá... meu Deus... quase não tinha aula, era só militância.

      Excluir
    2. O nosso Brasil está nesse situação devido o nível educacional que é um lixo. Muita enganação de professores comunistas.

      Excluir
  3. Paulo Freire é essencialmente gramsciano; porque isso mesmo um fdp.
    Toda vez que vejo um professor ser agredido fisicamente ou verbalmente, penso: "Paulo Freire chegou lá!"
    A "peidagogia do oprimido" venceu. Qualquer recomeço a partir daí será longo e difícil, pois o comunismo, como provou na 2ª GM, é mestre em destruir.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente. Gramsci é o Diabo e PF é o discípulo.

      Excluir
    2. Excelente! Concordo consigo! Os "tios" e "tias", de hoje, estão colhendo o que os "tios e tias" que os antecederam, CRIARAM!!!! Esta "lavagem cerebral" já vem desde os idos de 1968, INFELIZMENTE, bem debaixo dos bigodes dos militares, que nada entendiam de gramsci e outros pústulas vermelhos!

      Excluir

  4. Excelente blog linda, parabéns Deus te abençoe!

    ResponderExcluir
  5. Fraquinha hein? Precisa aprender a interpretar melhor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu Deus. kkkkk

      Poderia me explicar a interpretação dessas frases então, oh mestre?

      Excluir
    2. Oh grande mente iluminada... por favor nos ajude interpretar então o óbvio...
      Valha me Deus...

      Excluir
  6. Vale ver/ouvir esta entrevista! Excelente! Sobretudo quando ele comenta sobre o FRACASSO do "construtivismo" e as pedagogices vermelhas(Paulo Freire, Vigotsky,Piaget e outros menos badalados), empregadas durante décadas nesta nossa triste república de Banânia!!! O link é este: https://www.youtube.com/watch?v=5o_AXwu-fBk

    ResponderExcluir
  7. Então Jenifer, esse senhor a algumas pessoas insistem em associar Cristo a Marxs. O problema é que eles não leram o evangelho e as cartas de Paulo.
    Eu li! E leio! E vivo Cristo em mim.
    E posso garantir com base em VÁRIOS textos que Cristo nada tem a ver com Marx.
    A ideia de Cristo era a redenção da nossa alma corrompida e não a redenção do pobre.
    A mais clássica segue :
    Deram-lhe ali uma ceia; Marta servia, e Lázaro era um dos que estavam à mesa com ele. 3Então Maria, tomando uma libra de bálsamo de nardo puro, de grande preço, ungiu os pés de Jesus, e os enxugou com os seus cabelos; e encheu-se a casa do cheiro do bálsamo. 4Mas Judas Iscariotes, um dos seus discípulos, aquele que o havia de trair disse: 5Por que não se vendeu este bálsamo por trezentos denários e não se deu aos pobres? 6Ora, ele disse isto, não porque tivesse cuidado dos pobres, mas porque era ladrão e, tendo a bolsa, subtraía o que nela se lançava. 7Respondeu, pois Jesus: Deixa-a; para o dia da minha preparação para a sepultura o guardou; 8porque os pobres sempre os tendes convosco; mas a mim nem sempre me tendes.

    ResponderExcluir
  8. Quem realmente encontra Cristo, não encontra Marxs.
    Cristo multiplicou os pães e peixes, não os dividiu.
    Cristo ensina a parábola dos talentos(dinheiro da época). Leia em
    https://www.lds.org/bible-videos/videos/the-parable-of-the-talents?lang=por

    Cristo pregou o amor ao próximo sem discriminação de clssse social.
    Marxs incentivou a luta de classes. Pelo visto ele estava errado porque nada resolveu até hoje. Luta sem fim. Uma alma em luta, em revolução constante sem trégua, significa uma alma sem paz de espírito. A prova é que conhecemos pessoas pobres felizes e com alma em paz.


    ResponderExcluir
  9. ADOREI PARABÉNS INFELIZMENTE SOMOS OBRIGADAS NAS FACULDADES DE PEDAGOGIA OUVIR QUE ESTE CARA É O MAXIMO.
    POIS PENSO QUE AS ESCOLAS DEIXARAM DE SER BOAS A PARTIR DO MOMENTO QUE ENFIARAM FREIRE LA.

    ResponderExcluir
  10. O mau-caratismo da nova direita brasileira é tão profundo que às vezes penso que é na verdade, puro despreparo. Vê-se que não se leu Paulo Freire senão a retalhos. E sobre o marxismo, nada sabe ou finge não saber. A direita tradicional pelo menos lia coisas complexas. Se ela refutasse Paulo Freire, por exemplo, seria por outras razões (científicas, pedagógicas...) e não por essa bestagem do fantasma do comunismo tupiniquim.

    ResponderExcluir